Ser ciumenta pode atrapalhar o seu relacionamento? Descubra tudo sobre isso!

 

ciumenta

Você se considera ciumenta? Se ainda não sabe qual é o seu resultado, pode ficar surpresa sobre a sua própria personalidade em poucos minutos, até o fim dessa nossa conversa.

Se você é do tipo que não controla suas atitudes, invade a privacidade do parceiro, deseja que ele faça o que você quiser, esteja no lugar em que você quiser e age como se a outra pessoa fosse só sua, sem direito a reclamações, você é ciumenta – e muito.

De acordo com Maura Albanese, líder coach e psicóloga, se você é muito ciumenta tende a ser controladora em excesso e desperta no homem um dos piores sentimentos para ele; a de que ele é uma marionete na sua mão.

Se você não entende muito o motivo dele não gostar desse sentimento, tenho a explicação ideal para esse assunto; veja o meu vídeo em que eu explico sobre o Instinto do Herói que todo homem tem dentro de si.

Mas se você ainda está achando que não é ciumenta, ou que isso não vai atrapalhar o seu relacionamento, continue lendo e veja algumas atitudes de quem tem esse sentimento e curiosidades sobre o assunto.

O que uma pessoa ciumenta faz?

ciumenta

Geralmente uma pessoa ciumenta está disposta a invadir o espaço do companheiro e também o livre arbítrio dele. Esse sentimento em excesso tem relação com chantagem, dominação e controle, o que pode machucar tanto você quanto ele.

Alguns dos comportamentos de uma pessoa ciumenta são:

  • Não aceita que o companheiro tenha amizades femininas;
  • Sempre desconfia do que ele fala, achando que é uma desculpa para se encontrar com outra;
  • Não confia nas informações que o parceiro passa, pois imagina que ele estava traindo;
  • Na primeira oportunidade, pega o celular e vasculhar tudo – pior que um agente do FBI;
  • Vai tirar satisfações mesmo que ele só tenha conversado com uma menina (que pode até ser conhecida ou do trabalho) e nada tenha acontecido;
  • No primeiro sinal de que uma garota está dando em cima, já “arma o barraco”;
  • Controla para onde o parceiro vai, qual horário, quando volta e com quem foi, isso quando não tenta barrar a saída dele.

Se você tem um desses comportamentos, mesmo que não sejam todos, isso já significa que você é mais ciumenta que o normal. Se tiver todos, então, ligue o sinal de alerta, porque o seu relacionamento pode acabar logo com essas atitudes.

Mas se você já mudou sobre isso, sente que sua relação não está a mesma coisa e precisa de umas dicas para dar um upgrade, leia o ebook que revela 3 segredos para dar uma guinada no relacionamento.

De onde vem o ciúme?

ciumenta

Existem duas explicações mais aceitas para você ser ciumenta, segundo alguns especialistas. Confira essas duas rapidamente:

Mecanismo de defesa

David Buss, psicólogo e autor do livro A Paixão Perigosa, explica que esse sentimento é antigo, quando a humanidade precisava garantir o sucesso na reprodução.

Desta maneira, o homem sentia ciúmes porque não queria que a sua mulher tivesse filhos de outros homens e não desse continuidade à sua descendência. Já a mulher, sentia ciúmes porque não queria que a prole fosse para a rival.

Uma coisa não mudou nessa evolução até agora: isso tudo tem relação com o mecanismo de defesa, “evitando” que o parceiro fosse infiel.

Desejo de posse ou o medo de perder

De acordo com Eduardo Ferreira Santos, psiquiatra e autor do livro Ciúme – O Medo da Perda, esse sentimento é de posse e tem relação com uma desconfiança do seu inconsciente, de que você não é capaz de possuir a outra pessoa.

Essa explicação faz bastante sentido, pois tem como base a falha na autoestima. Ou seja, você se depara com uma potencial “adversária” e analisa os valores dela, comparando com os seus e verificando quem tem vantagem nessa “disputa”.

Sou ciumenta, como controlar meu ciúme?

ciumenta

Existem algumas atitudes que você pode tomar para garantir um relacionamento melhor e ter mais privacidade, entendendo a individualidade do seu parceiro em alguns momentos. Veja algumas delas:

  • Converse sobre o ciúme e use o Instinto do Herói do seu homem ao seu favor;
  • Entenda quais são as suas qualidades: escreva sobre elas e sobre o que o seu parceiro gostaria em alguém (para que possa desenvolver isso e se sentir melhor);
  • Reflita e seja sincero sobre o real motivo dos seus ciúmes, isso pode te dar uma conclusão inesperada;
  • Saia com alguns amigos ou sozinha, para que você se sinta mais individual um pouco e veja que você não depende dele e nem o contrário; são apenas duas pessoas que se amam e querem se relacionar.

A última dica, mas igualmente importante é: melhore a sua relação com o seu parceiro usando algumas técnicas que eu ensino; para ter acesso, baixe o ebook 3 segredos para dar uma guinada no relacionamento.

Sobre Redação do Chave do Coração do Homem

Equipe de Redação da Chave do Coração do Homem